Dubladores

Astrogildo Filho


Arquivo de Som:

 
Capitão Kirk (William Shatner) (terceira voz) em Jornada nas Estrelas


 
Biografia:

 
Astrogildo Filho foi um dublador Paulistano.
 
Astrogildo Filho nasceu em 23 de Março de 1928 em Santos, Litoral de São Paulo. Começou a carreira como ator, tendo iniciado na televisão em 1951 na Tv Tupi na primeira novela da televisão brasileira, ainda em ambiente ao vivo, chamada Sua Vida Me Pertence, a partir daí não parou mais.

 

Cena da Novela Sua Vida Me Pertence, de 1951


Ainda na Tupi fez as novelas As Aventuras de Red Ringo em 1954, Os irmãos Corsos e Legionário Invencível em 1955, Conde de Monte Cristo, Douglas Red e Uma História de Ballet em 1956 e Os Três Mosqueteiros e A Vida com Eliane em 1957. Também na emissora, participou de muitas Tv de Comédia e Tv de Vanguarda.
 
Em 1964 foi para a Tv Excelsior, aonde fez a novela Melodia Fatal, depois fez Ainda Resta Uma Esperança em 1965 e A Pequena Karen em 1966.
 
Na Tv Record em 1973, participou da novela Vidas Marcadas.
  
No Cinema começou em 1963 no filme Casinha Pequenina, no mesmo ano fez Noites Quentes de Copacabana, e depois fez Mulher Satânica, Noites Quentes em Copacabana, O Vigilante Contra o Crime e O Lamparina em 1964, Águias em Patrulha em 1969, As Duas Lágrimas de Nossa Senhora Aparecida, Gringo, o Matador Erótico, Quatro Pistoleiros em Fúria e Os Três Justiceiros em 1972 e Trindade… é Meu Nome 1973.

 

Casinha Pequenina, em 1963


Em séries participou de duas na Tv Tupi, O Falcão Negro em 1954 e O Vigilante Rodoviário em 1961, duas séries de muito sucesso da televisão brasileira.

 

O Vigilante Rodoviário, de 1961


Astrogildo também foi cantor, e viajava o Brasil chefiando um grupo de cantores da Tv e Rádio Tupi para se apresentar nas emissoras locais. Nesse grupo fazia parte a também cantora Triana Romero, pela a qual Astrogildo se apaixonou, tendo se casado em 1957, e tendo 3 filhos.

 

Triana Romero


Na dublagem iniciou no começo dos anos de 1960 na Aic. Lá fez grandes personagens, como a terceira voz do Capitão Kirk na primeira dublagem de Jornada nas Estrelas, e a primeira voz do Professor John Robinson em Perdidos no Espaço, tendo esse personagem deixado para se tratar de um problema de saúde. Ficou um tempo fora da dublagem e retorna anos depois, tendo permanecido até o início dos anos de 1970, quando se afastou por completo para se dedicar ao cinema e as novelas que tanto fazia.

 

Guy Williams


Astrogildo veio a falecer novo, em 7 de Fevereiro de 1983 com 54 anos de idade, deixando um legado principalmente na teledramaturgia brasileira, tendo sido um ator fundamental para o início da televisão no Brasil.

 
Trabalhos:

 
- Professor John Robinson (Guy Williams) (primeira voz) em Perdidos no Espaço
- Capitão Kirk (William Shatner) (terceira voz) em Jornada nas Estrelas
- John Cannon (Leif Erickson) em Chaparral (Primeira Dublagem)
- Comandante Waite (Lawrence Tierney) em Espírito Indomável
- Capitão Dana Holmes (Phiilp Ober) em A Um Passo da Eternidade