Dubladores

Marthus Mathias


Arquivo de Som:

 
Fred Flintstones em Os Flintstones (Anos de 1960)


 
Biografia:

 
Marthus Mathias foi um dublador Paulistano.
 
Marthus Mathias nasceu em 1 de Maio de 1927, em Itajubá, Minas Gerais.
 
Começou a carreira no cinema em 1953 no filme Cais do Vício, depois fez Chofer de Praça e O Preço da Vitória em 1959, Conceição, As Aventuras de Pedro Malazartes, Jeca Tatu e Cidade Ameaçada em 1960, O Vendedor de Lingüiças em 1962, Casinha Pequenina em 1963, O Mistério do Taurus em 1965, Sentinelas do Espaço em 1969, As Mulheres Amam Por Conveniência, O Jeca e o Bode e A Marcha em 1972, Incesto e Possuída Pelo Pecado em 1976, O Jogo da Vida, As Trapalhadas de Dom Quixote e Sancho Pança e Belas e Corrompidas em 1977, J.j.j., o Amigo do Super-Homem, O Vigilante Rodoviário, O Outro Lado do Crime e A Mulher Que Põe a Pomba no Ar em 1978, Os Três Boiadeiros, Os Amantes da Chuva e Eu Compro Essa Virgem em 1979, Cabocla Teresa, Asa Branca - Um Sonho Brasileiro, O Doador Sexual, A Noite das Taras, Na Estrada da Vida, O Gosto do Pecado, Tortura Cruel, Noite de Orgia, Meu Primeiro Amante, O Inseto do Amor, Prisioneiras da Ilha do Diabo e Ato de Violência, ambos em 1980, A Noite dos Bacanais, Cassino das Bacanais e Casais Proibidos em 1981, Perdida em Sodoma, Tchau Amor, A Fábrica das Camisinhas, Procuro Uma Cama, Curral de Mulheres, As Amantes de Helen, O Rei da Boca, A Reencarnação do Sexo, O Vale dos Amantes e Sete Dias de Agonia em 1982, Taras Eróticas, O Cafetão, Os Violentadores de Meninas Virgens, As Taras das Sete Aventureiras, Sexo Animal, Massagem For Men, Corrupção de Menores e Os Tarados em 1983, O Vale das Taradas, Transa Brutal, Animais do Sexo, Bacanais Sem Fim, Ivone, a Rainha do Pecado, Promiscuidade, os Pivetes de Kátia, O Analista de Taras Deliciosas, Bacanal na Ilha da Fantasia, O Baiano Fantasma e A Quinta Dimensão do Sexo em 1984, O Império do Sexo Explícito, Banho de Língua e Que Delícia de Buraco em 1985, O Papa Tudo, Os Sequestradores e A Hora do Medo em 1986, Horas Fatais e Besame Mucho em 1987 e Instrumento da Máfia em 1988.

Boa parte dos filmes que Marthus participou de final da década de 1970 em diante, foram na maioria pornochanchadas, que geralmente eram filmes curtos e rápidos de se fazer, pelas historias usarem poucos cenários, que era um semi-pornô da época, ou seja, com aquela base simples em cenários e historias como acontece nos filmes pornôs de hoje em dia, e por essa razão Marthus fazia 6, 7, 8 e até 12 filmes em um mesmo ano. É bom explicar que nas pornochanchadas não havia atos sexuais, apenas insinuações, como há hoje em dia em muitos filmes e novelas, mas para a época isso era conteúdo explicito, por isso eram chamadas assim.
 
Na televisão começou em teledramas na Tv Tupi na década de 1950, entre eles atuou em Corcunda de Notre Dame e O Vestido de Noiva, entre outros.
 
Em novelas começou na Tv Paulista em A Herdeira de Ferleac em 1961.
 
Na Tv Tupi fez as novela Vitória Bonelli e Jerônimo, o Herói do Sertão em 1972.
 
No mesmo ano foi para a Rede Globo e fez a novela Uma Rosa Com Amor.
 
Em 1977 participou da novela O Espantalho, feita na Tvs no Rio de Janeiro na época, e exibida com parceria na Rede Record, tendo sido exibida meses depois na Tvs, que ainda era apenas no Rio, e na Tv Tupi de São Paulo, no qual Silvio Santos já era um dos sócios da empresa, tendo comprado a cede dela no Rio uns anos antes e ter transformado em Tvs.
 
Em séries participou de Vigilante Rodoviário em 1961 na Tv Tupi.
 
Em 1987 participou do filme infantil da série Topo Gigio para a Tv Bandeirantes, que foi um filme feito apenas para a tv, chamado Topo Gigio - No Castelo do Conde Drácula.
 
Na dublagem entrou no início dos anos de 1960, na série Os Flintstones, fazendo o Fred Flintstone, entre outros. Fez poucos trabalhos em dublagem, já que principalmente o cinema lhe absorvia muito.
 
No final dos anos de 1960 foi para o Rio de Janeiro, aonde dublou nos estúdios da CineCastro, na maioria das vezes com personagens pequenos, como algumas vozes que fez na série Ultraseven, nessa época estava no Rio fazendo filmes, e aproveitou e fez algumas pontas na dublagem.
 
Nos anos de 1970 dublou Fred Flintsone de novo em Bam Bam e Pedrita, Flintstones Especial e Fred e Barney Show, e nos anos 80 em As Novas Aventuras dos Flintstones.
 
Em meados de de 1980 novamente passou pela dublagem carioca, tendo feito algumas pontas em séries.
 
Em 1987 foi convidado para dublar em São Paulo no longa-metragem Os Jetsons e Os Flinstones Se Encontram, ao lado de Helena Samara, Rogério Marcico e Nícia Soares, com os quais dublou nos anos de 1960 na série.
 
Veio a se aposentar no começo dos anos de 1990, e foi morar em Campo Grande, Mato Grosso do Sul.
  
Veio a falecer em 10 de Janeiro de 1995 de câncer hepático.

 
Trabalhos:

 
- Fred Flintstones em Os Flintstones (Anos de 1960), Bam Bam e Pedrita, Flintstones Especial, Fred e Barney Show, As Novas Aventuras dos Flintstones e Os Jetsons e Os Flinstones Se Encontram (Longa-Metragem)
- personagens secundários em Ultraman (1966)
- O Rei dos Coelhos em Turma da Mônica em A Princesa e o Robô
- Senhor French em Josie e As Gatinhas